Proteção Aeroespacial

R4 Seguros | Proteção Aeroespacial

Expertise e responsabilidade com as
obrigações e riscos dos seus negócios.

É uma sub-modalidade de garantia de Responsabilidade Civil para aeronaves composta por categorias obrigatórias e facultativas que asseguram a proteção em caso de acidentes ou imprevistos que causem danos ou prejuízos a aeronaves, ao segurado, aos tripulantes, aos passageiros e qualquer outra pessoa em solo envolvida.

Os Seguros Obrigatórios são divididos em três tipos, sendo que o mais importante deles é o Seguro RETA (Responsabilidade do Explorador e Transportador Aéreo), exigido por leis da ANAC e demais normas aeronáuticas vigentes, e que garante a indenização a eventuais vítimas, independentemente de culpa, dolo ou atos ilícitos.

Entre os Seguros Facultativos, o principal deles é o Seguro CASCO, que cobre os riscos existentes para a aeronave em si, garantindo a integridade total do veículo, incluindo motores e outros dispositivos.

Seguros Aeronáuticos Obrigatórios

É a proteção para aeronaves, tripulantes, passageiros e terceiros envolvidos.

É a garantia para a continuidade do seu negócio.

Toda a aeronave que circula no mundo, não importando a finalidade ou segmento de atuação, deve ter o Seguro RETA em dia, ou seja, RENOVADO anualmente. A garantia de cobertura do RETA é ampla e completa, e visa indenizar eventuais vítimas em caso de acidentes.

É a segurança de indenização garantia pelo empresário, mantendo seus negócios em operação com proteção.

Mais sobre o Seguro RETA

É o seguro obrigatório das aeronaves, equivalente ao Seguro DPVAT, para os automóveis, e ao DPEM, para embarcações e cargas marítimas.

O RETA – Responsabilidade do Explorador e Transportador Aéreo – é chamado de Aditivo B nas apólices de seguros Aeronáuticos e garante, nos limites da lei, indenização por danos pessoais a tripulantes, passageiros e suas bagagens, bem como pessoas no solo. Também cobre reparação por danos materiais por colisão e abalroamento a outras aeronaves e bens de terceiros no solo.

Essas coberturas são divididas em classes previstas na Legislação do Código Brasileiro de Aeronáutica, CBAer, Lei nº 7.565/86 1, que, em seu título VIII, “determina a contratação de seguro obrigatório, bem como os seus valores, para todas as aeronaves em território brasileiro, independentemente de sua operação ou utilização”.

Além disso, os limites máximos de indenização das coberturas básicas devem atender os valores determinados pela aplicação da Lei citada, bem como da Resolução nº 37/2008, da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), e suas eventuais alterações futuras.

O Seguro RETA divide-se em:

Cobertura básica nº 1 – Danos pessoais a passageiros e bagagem de mão

Cobertura básica nº 2 – Danos pessoais a tripulantes e bagagem de mão

Cobertura básica nº 3 – Danos pessoais e/ou materiais causados a terceiros

Cobertura básica nº 4 – Danos materiais às aeronaves abalroadas em manobras

Cobertura básica nº 5 – Danos a cargas e bagagens de passageiros despachadas

Cobertura básica nº 6 – Cancelamento de voo, atraso ou preterição de embarque

Cobertura Adicional – Defesa em juízo civil

Desta forma, o RETA garante reembolso a terceiros por acidentes onde o responsável seja o segurado.

A cobertura do RETA é primordial para que o segurado se antecipe a eventuais prejuízos e transtornos, pois é notório e conhecido o aumento do número de reclamações judiciais no âmbito da Responsabilidade Civil Aeroespacial.

O Seguro de Responsabilidade Civil de Hangares é exigido pelo órgão regulamentador do aeroporto, para garantir a cobertura indenizatória aos clientes do hangar, ou seja, em caso de incêndio, roubo, desastres naturais ou qualquer outro acidente que traga danos totais ou parciais aos equipamentos de terceiros presentes.

O segurado é obrigatório, por força de contrato na cessão do espaço, a contratar a apólice RC Hangar para as aeronaves de terceiros no seu espaço de atuação, seja manutenção, atualização, Hangaragem, entre outras atividades.

Vale lembrar que o Seguro RC Hangares não garante a cobertura aos danos causados ao cessionário (proprietário) do hangar, somente aos clientes terceiros.

O Seguro Empresarial Patrimonial Hangar se destina aos hangares ou espaços que tenham suas atividades nas áreas de aeroportos, com prestação de serviços, Hangaragem, Táxi Aéreo, manutenção e outras atividades relacionadas a aviação.

As coberturas são voltadas ao hangar em si, ou seja, para o cessionário do hangar, proprietário da empresa à qual administra o espaço.

Disponibilizamos ampla gama de coberturas, desde as mais populares até as exigidas pela Infraero ou Órgãos Regulamentadores de cada espaço.

– Cobertura Básica – em caso de incêndio, queda de raio e explosão de qualquer natureza.

– Coberturas adicionais – alagamento e inundação; anúncios luminosos e danos elétricos; derrame d’água ou vazamento de sprinkler; desmoronamento; equipamentos eletrônicos; impacto de veículos; lucros cessantes; despesas fixas; perda/pagamento de aluguel; quebra de vidros; queda de aeronaves; roubo e furto qualificado de bens; tumultos/greve/lockout; vendaval, furacão, ciclone, tornado, granizo ou vento forte. 

Os Seguros Compreensivo Empresarial Patrimonial Hangar têm diferentes características dependendo da seguradora e necessidades do segurado. Portanto, além do aspecto econômico, é fundamental que você tenha uma solução que seja adequada ao perfil do seu negócio e em conformidade com as exigências da Infraero ou Órgãos Regulamentadores.

Seguros Aeronáuticos Facultativos

Voltado a todos os tipos de veículos aeronavegáveis operáveis no Mundo, assegura os riscos da aeronave em si, seja ele parcial ou total. Atende aviões, helicópteros, balões e drones de frotas comerciais e executivas. 

Também chamado de Aditivo A, esta modalidade garante ao segurado a indenização por prejuízos sofridos em casos de reparos por danos imprevisíveis, com o reembolso de eventuais despesas e responsabilidades legais que tenha obrigação.

Mesmo sendo facultativo, o Seguro Casco garante a integridade total da aeronave, contando os motores e demais equipamentos. Cobertura 100% personalizada em conjunto com a seguradora.

Importante frisar que o prêmio do Seguro Casco é impactado pela variação cambial do dólar e pela alteração de custos de resseguros ao redor do mundo, que respeita a oferta e a sinistralidade de cada seguradora anualmente.

O LUC é um seguro de Responsabilidade Civil Facultativa que funciona como extensão do Seguro RETA, quando alcançado o seu limite.

Seu objetivo é garantir ao segurado as indenizações por prejuízos sofridos, reembolsos de despesas e responsabilidades legais decorrentes da utilização da aeronave segurada especificada na apólice. 

Dentre as diversas responsabilidades legais em um acidente aeronáutico estão o recolhimento e guarda de todos os destroços do avião sinistrado, se aplicável, conforme previsto em legislação aeronáutica. 

É opcional e acessória ao Seguro de Casco, que garante a indenização por atos danosos praticados à terceiros, ou seja, danos físicos e materiais não relativos à aeronave em si, mas, sim, a passageiros, tripulantes, herdeiros, bem como suas bagagens ou a terceiros em solo que sejam igualmente lesados por consequência do ocorrido.

As soluções da R4 Seguros são especializada às aeronaves operantes em setores executivos.

É um conjunto de coberturas opcionais, em relação à apólice de Seguro Aeronáutico do Aditivo A, o Seguro Casco, dedicadas a eventos excepcionais, que, por vezes, são ignoradas na gestão de riscos.

Garante proteção ao segurado em caso de Sequestro, Confisco, Guerra, Aeronave Substituta, Despesas Médicas, Busca e Salvamento, Primeiros Socorros e Danos Pessoais. 

Também garante indenização de despesas de Socorro e Salvamento da aeronave sinistrada, quando necessários e devidamente comprovados.

O mercado aeronáutico brasileiro

Por suas dimensões continentais, o Brasil tem, naturalmente, o transporte aéreo como ótima alternativa para girar a economia do país.
E são os números que confirmam isso.

  • 1ª maior frota de helicópteros no mundo em uma megalópole, na Grande São Paulo, com cerca de 500 unidades.
  • 2º maior frota mundial de aviação, com 16 mil aeronaves, atrás apenas dos EUA, com mais de 220 mil aeronaves.
  • 50% é a representatividade da Aviação Executiva Brasileira no mercado latino-americano.
  • 4ª maior frota de helicópteros no mundo em total de aeronaves.
  • 2 dos maiores fabricantes de aeronaves do mundo,
    Embraer e Helibras.
  • Construção de aeroportos e novas privatizações.
  • Expansão crescente de empresas regionais.

Aproveite e solicite uma cotação de forma rápida e fácil

  • Faça sua cotação

  • Cote agora seu Seguro Rápido, fácil e seguro

Certificados de Qualidade / Gerenciamento de Riscos